Início » Projeto » Work-Packages (WP) » WP16 – AM.Ceramic

WP16 – AM.Ceramic

A indústria cerâmica em Portugal é um setor com uma longa tradição e antiguidade, reconhecido pela qualidade evidenciada em termos de cores, durabilidade, baixa manutenção e adaptabilidade. Apesar das mudanças significativas nos paradigmas produtivos dos mercados cerâmicos, com a progressiva adoção de sistemas de fabrico aditivo, essa transição tem sido menos notável nas produções em série, essenciais para o desenvolvimento das empresas do setor.

Torna-se crucial buscar alternativas que promovam a diferenciação e destaque no mercado de produtos cerâmicos, por meio do aumento da qualidade, do design e da inovação tecnológica, tanto em produtos quanto em processos. Essa evolução visa adequar as estruturas produtivas a um panorama tecnológico adaptado à produção em série das empresas estabelecidas, criando uma oferta que combina qualidade, elevado valor acrescentado, redução de custos, ecoeficiência e maior diversificação funcional.

Diante desse desafio, existem vários constrangimentos, incluindo:

  • Sistemas de fabrico aditivo existentes pouco automatizados para produção em série: Os sistemas existentes estão mais orientados para produções reduzidas em ambientes laboratoriais e não são otimizados para produções em série. Geralmente, possuem recarga de material de forma unitária e plataformas de fabrico individual que precisam ser trocadas manualmente.
  • Elevado tempo de produção associado ao fabrico de moldes nos métodos tradicionais: Os moldes de gesso apresentam desafios, requerendo mão-de-obra especializada, tempo significativo para fabricação, necessidade de secagem prolongada entre produções e ciclo de vida reduzido. Esse processo aumenta os tempos de produção e o uso de materiais (gesso).
  • Métodos tradicionais limitam a criação de peças com geometrias complexas: Os processos de produção convencionais disponíveis dificultam a fabricação de componentes cerâmicos com formas complexas, o que restringe a criatividade e diferenciação estética de peças com valor acrescentado.
  • Desperdício de matéria-prima e consequentemente de energia: Durante os processos de fabrico, ocorre um desperdício de matéria-prima, representando um gasto energético que se reflete no preço final do produto, devido à necessidade de reprocessamento da matéria-prima, que deve passar pelo processo de conformação antes de retornar à linha de produção.

Este projeto tem como objetivo investigar e desenvolver uma metodologia de fabrico integrada na indústria cerâmica, incorporando técnicas de fabrico aditivo e a aplicação de ferramentas computacionais implementadas no chão de fábrica.

A otimização dos processos industriais existentes visa criar um panorama tecnológico que permita o desenvolvimento de produtos de valor acrescentado numa escala de produção em série.

Inov.AM - Inovação em Fabricação Aditiva
Ao clicar neste ícone copiará para a área de transferência, o e-mail do projeto Inov.AM Entre em contacto com o Inov.AM Privacy Policy Protection Leia a Política de Privacidade da Inov.AM
error: Conteúdo protegido